Concurso TJ RS 2018 – Inscrições, Vagas



  

Certame prevê a contratação de profissionais de Nível Médio, Técnico e Superior de ensino.

Se você é formado na área de tecnologia da informação (TI), seja de nível técnico ou superior, e almeja ser um servidor público, tendo direito à estabilidade do emprego e a receber uma boa remuneração pelo seu trabalho, saiba aqui sobre uma boa notícia. No estado do Rio Grande do Sul, o Tribunal de Justiça (TJ RS) anuncia que as inscrições do seu próximo certame vão até o dia 7 de maio (segunda-feira). O edital foi publicado no diário oficial do dia 17 de abril (quinta-feira). Veja detalhes do processo seletivo a seguir.

Sobre as inscrições do certame TJ RS

Os interessados em trabalhar no tribunal de justiça de RS devem acessar o endereço eletrônico portalfaurgs.com.br/concursos/emandamento/116-272018tribunaldejusticadoestadodoriograndedosul a fim de se cadastrarem no processo seletivo. Ao entrar na página eletrônica, você deve clicar em "clique aqui para realizar sua inscrição". Em seguida, você deve preencher o formulário, concordar com os termos do requerimento e, por fim, clicar em "efetuar inscrição".

O prazo de inscrição teve início em 17 de abril (quinta-feira) e terminará no dia 7 de maio (segunda-feira). Os valores das taxas são de R$ 83 para cargos de nível médio ou técnico e de R$ 188 para os de nível superior. Quem é portador de necessidades especial (PNE) pode solicitar isenção do pagamento do boleto.

A banca selecionada para organizar o certame é a Fundação de Apoio da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (FAURGS).

Sobre as vagas oferecidas no Tribunal de Justiça do RS

O edital prevê que sejam contratados 4 profissionais, mas além disso, haverá formação de cadastro reserva a fim de que sejam ocupadas possíveis vagas que surjam durante o período de validade do certame, que é de dois anos, mas pode ser prorrogado por mais 2 anos, a contar da data de homologação do concurso e a critério do Poder Judiciário.

Os cargos disponíveis são: programador e técnico em eletrônica – que exigem formação de nível médio e técnico, respectivamente; analista de sistemas, administrador de banco de dados e analista de suporte – para os quais é necessário ter diploma emitido por instituição devidamente registrada e reconhecida pelo Ministério da Educação (MEC). Além disso, os candidatos às vagas de nível superior devem comprovar vivência de 2 anos, no mínimo, na função pretendida, ou apresentar certificado de pós-graduação. No caso do técnico em eletrônica, ainda exige-se registro ativo no conselho regional. Para ser programador, você deve ainda possuir curso de aperfeiçoamento com carga horária mínima de 80 horas.

A remuneração oferecida varia entre R$ 4,7 mil e R$ 7,9 mil. A jornada de trabalho semanal é de 40 horas.




Confira quais são os outros requisitos: ser brasileiro, possuir idade mínima de 18 anos, entre outros.

Há vagas exclusivas para quem se autodeclarar preto ou pardo.

Sobre as atribuições

O analista de sistemas terá como responsabilidades: tratar informações, implantar projetos e sistemas, escrever rotinas de serviços, entre outras tarefas. O programador deve, por sua vez, elaborar programas, estabelecer diferentes processos da instituição, tratar os dados de modo automático, fazer a manutenção dos softwares, entre outras tarefas.

Sobre o processo seletivo do TJ do Rio Grande do Sul

Os candidatos aos cargos de nível superior farão prova objetiva em 23 de junho (sábado) no período vespertino. Já os concorrentes aos postos de trabalho de técnico e programador realizarão a avaliação de múltipla escolha no dia 24 de junho (domingo) no turno da manhã.

As disciplinas exigidas tanto para as funções que requerem graduação, quanto para as de nível técnico e médio são: tópicos de legislação, inglês, português e conhecimentos específicos.

Os concorrentes devem responder a 80 quesitos.

Para mais informações do edital, acesse o site da FAURGS portalfaurgs.com.br/concursos/emandamento/116-272018tribunaldejusticadoestadodoriograndedosul.

Por Melisse V.