Concurso Previsto IPHAN 2018 – Edital em Breve

     

Concurso prevê o preenchimento de 411 vagas de emprego.

Novo concurso público está próximo de sua oficialização. Trata-se do anúncio publicado no Diário Oficial da União, em sua edição do dia 3 de maio de 2018, com a abertura de portaria para a devida autorização de novo processo seletivo para o provimento de cargo no Iphan, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. A totalidade de postos vagos somará 411 lugares distribuídos entre três cargos existentes.

Assim, a distribuição dos postos de trabalho se dará do seguinte modo: serão 131 vagas destinadas à carreira de auxiliar institucional; serão 176 vagas destinadas ao setor de técnico e mais 104 vagas destinadas ao setor de analista. O primeiro cargo dessa sequência exige ensino médio completo, sendo que os demais cargos exigem a formação em curso superior.

De acordo com a tabela em vigência de vencimentos de servidores federais, as remunerações são de R$ 3.877,97 para o posto de auxiliar e no valor de R$ 5.493,29 em relação às outras duas funções. Estes valores abrangem o direito ao auxílio-alimentação no valor de R$ 458.

O período de oficialização e definitiva publicação deste novo edital de certame público do Iphan se dará dentro dos próximos seis meses. Portanto, este concurso iniciará até o dia 3 de novembro de 2018. Ao longo das semanas vindouras o mesmo órgão dará início ao processo de determinação da banca responsável pela organização.

De acordo com o histórico registrado no concurso anterior, a quantidade de vagas disponibilizadas foi de 187, com a Universa como banca organizadora.

Em relação aos candidatos com graduação superior o processo de seleção do Iphan ofertou 117 postos, dos quais 57 se destinaram ao cargo de analista e as demais 60 para o posto de técnico. Para os concorrentes com ensino médio foram destinadas 70 vagas na área de auxiliar institucional.

Os cargos, na ocasião, estavam distribuídos nos seguintes municípios: cidade de São Paulo; cidade do Rio de Janeiro; cidade de Belo Horizonte; cidade de Mariana; cidade de Vitória; cidade de Curitiba; cidade de Florianópolis; cidade de Porto Alegre; cidade de São Miguel das Missões; cidade de Campo Grande; cidade de Cuiabá; cidade de Goiânia; cidade de Aracaju; cidade de Fortaleza; cidade de João Pessoa; cidade de Maceió; cidade de Recife; cidade de Natal; cidade de Salvador; cidade de São Luiz; cidade de Teresina; cidade de Parnaíba; cidade de Belém; cidade de Boa Vista; cidade de Macapá; cidade de Manaus; cidade de Palmas; cidade de Porto Velho; cidade do Rio Branco e na Capital Federal Brasília (Distrito Federal).

A história do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional é de grande importância para o Brasil. O órgão do Iphan compõe, em realidade, uma das mais importantes autarquias federais, a qual está legalmente atrelada ao setor do Ministério da Cultura, o qual é o grande responsável pelo devida preservação dos diferentes elementos que constituem o grande patrimônio que formou a sociedade brasileira culturalmente. A missão deste departamento está na promoção e na coordenação de um importante processo de preservação de todo o verdadeiro patrimônio cultural que forma a estrutura e o universo brasileiro, podendo garantir a conservação do direito à memória nacional e histórica, permitindo que haja contribuição legal e intensa destinada ao progressivo desenvolvimento socioeconômico do Brasil.

Este concurso público constitui uma oportunidade ímpar de se conquistar uma carreira vitalícia e bem remunerada, além de permitir que o servidor atue em cargos de grande responsabilidade, já que se trata de trabalhar na preservação do patrimônio cultural do Brasil.

Por Paulo Henrique dos Santos