Concurso UFU (MG) 2014 tem 60 vagas abertas

     

A Universidade Federal de Uberlândia (UFU), em Minas Gerais, lançou edital que estabelece as condições para realização de concurso público. O edital n° 89/2014 visa à intenção de ocupar 60 vagas para Técnico-Administrativo nas classes C, D e E destinadas a profissionais de níveis fundamental, médio e superior. Os aprovados irão reforçar o quadro de servidores da instituição, atuando em jornadas de 40h semanais, exceto no caso de Médico, cuja jornada será de 20h. Os salários serão de R$ 1.640,34, R$ 2.039,89 e R$ 3.392,42, conforme o cargo.

As oportunidades são para os cargos de Assistente de Laboratório – Ciências Biológicas, Auxiliar em Administração, Movimento Humano, Analista de Tecnologia da Informação nas áreas de Desenvolvimento de Sistemas e Aplicações e de Infraestrutura de Redes e Serviços Assistente em Administração, Técnico de Laboratório nas áreas de Informática, Pavimentação/Estradas/Ferrovias e Zootecnia, Técnicos em Eletromecânica, Prótese Dentária, Engenheiro para as áreas Florestal e Química, Médico nas especialidades de Infectologia, Oftalmologia/Plástica Ocular, Oftalmologia/Geral, Urgência e Emergência Clínicas ou Cirúrgicas e Pedagogo.

Para se inscrever, os candidatos devem acesso o site www.ingresso.ufu.br e preencher o formulário entre os dias 8 e 29 de dezembro de 2014. O valor da participação será de R$ 40,00 para os cargos do Nível “C”, de R$ 60,00 para os cargos do Nível “D” e de R$ 70,00 para os cargos do Nível “E”.

Os candidatos serão submetidos prova escrita, didática e de títulos, em duas etapas, de acordo com o cronograma. A data provável de realização das provas objetivas será o dia 08 de fevereiro de 2015, em Uberlândia, em locais e horários a serem informados no site das inscrições. Os gabaritos oficiais preliminares da prova objetiva serão informados no mesmo site mesmo dia de aplicação das provas, após as 20 horas. Já as provas práticas ocorrerão no dia 14 de março de 2015.

O prazo de validade do certame será de um ano, com possibilidade de prorrogação. 

Por Robson Quirino de Moraes