Concurso PGE/CE 2015 terá edital em breve para Procurador

     

Será disponibilizado um total de 50 vagas e os candidatos precisam ter bacharelado em Direito

O aguardado concurso público voltado para o cargo de Procurador do Estado de 3° categoria que deverá ser promovido pela Procuradoria Geral do Estado do Ceará (PGE/CE) continua em pauta e a expectativa é de que avance ainda mais.

Alguns detalhes técnicos para que seja possível a realização do citado processo de seleção ainda se encontram pendentes. Esses são os principais motivos pela demora para a liberação do edital.

Dentre esses pontos, podemos ainda destacar o fato de que a organização está no aguardo de um parecer de Juvêncio Vasconcelos Viana, Procurador Geral do Estado. Somente depois é que o edital deverá ser liberado. Entretanto, a esperança é de que o documento saia em breve.

De acordo com as primeiras informações divulgadas sobre este concurso público, o mesmo deverá oferecer aos candidatos participantes um total de 50 vagas. A previsão é que, deste número, dez vagas sejam destinadas para o preenchimento imediato, enquanto que as restantes – 40 vagas – sejam direcionadas para a formação de cadastro de reservas.

Quem poderá participar da seleção?

Este concurso público exigirá do candidato interessado em alguma das vagas o título de bacharel em Direito. O registro na Ordem dos Advogados do Brasil, a OAB, também será cobrado. 

Com relação ao salário previsto para o cargo, a informação é de que, inicialmente, o valor do mesmo deverá ser na cifra de R$ 16.720.

Os interessados já podem ir se preparando, mesmo antes do edital ser lançado. Um ponto que facilita os estudos antes do lançamento do documento é o fato de que a organizadora deste certame será a mesma do último, a Cespe/UnB.

No último certame realizado pelo órgão, no ano de 2007, a seleção dos candidatos foi feita por meio de aplicação de provas objetivas, testes dissertativos e avaliação de títulos.

No caso das provas objetivas, foram 100 questões. Dentre os temas abordados por elas estavam direito constitucional, processual penal, processual do trabalho, processual civil, ambiental, financeiro e administrativo, dentre outros.

A parte dissertativa da prova apresentou cinco problemas teóricos e também casos práticos sobre diversas áreas do direito.

Por Denisson Soares