Concurso MPU-SP 2015 para analista é autorizado

     

Um novo concurso para o Ministério Público de São Paulo foi autorizado no dia 20 de fevereiro, pelo Procurador-Geral de Justiça do Estado São Paulo, Márcio Elias Rosa. Serão oferecidas 99 vagas para o posto de analista de promotoria I (assistente jurídico) para atuar no Ministério Público de São Paulo. As vagas serão distribuídas entre unidades administrativas da capital e em áreas regionais do litoral interior.

Para concorrer ao cargo é necessário ter nível superior em direito e os aprovados receberão salários iniciais de R$ 4.923,82, pelo cumprimento de jornada de 40 horas semanais.

A abertura do edital está prevista para acontecer somente no segundo semestre e a homologação é esperada apenas para o início de 2016, quando se encerra a validade do concurso ainda vigente.

A autorização ainda prevê a possibilidade para que o MP possa preencher vagas que surgirem durante o prazo de validade do concurso. Atualmente, o órgão conta com 561 vagas abertas para o posto de analista de promotoria I.

Trata-se de vagas decorrentes da Lei 15+309, a qual foi sancionada em 2014, pelo governador Geraldo Alckmin. A proposta criou 675 vagas para a categoria, sendo que parte delas já foi preenchida pelo concurso anterior.

Geralmente, a seleção de analista de promotoria I conta com três fases: a primeira é composta de prova objetiva com questões de conhecimentos gerais e específicos, a segunda refere-se a prova composta de questões de ciências aplicadas, e a terceira, que conta com questões discursivas e a prova de redação. Lembrando que provavelmente a segunda e a terceira fase acontecerão na mesma data.

O último concurso promovido pelo Ministério Público de São Paulo foi realizado no ano de 2013 e contou com uma oferta inicial de 98 vagas, divididas entre a Grande São Paulo e outros municípios do estado. Na ocasião, a seleção foi organizada pelo IBFC, empresa contratada para ser a banca organizadora

Por Ana Rosa Martins Rocha