Concurso Ministério da Saúde irá oferecer mais de 2.400 vagas no RJ

     

Certame abrirá vagas para os cargos de Enfermeiro, Médico e Técnico.

No dia 7 de janeiro, o secretário Alberto Beltrame, de Atenção à saúde do Ministério da Saúde, fez o anuncio de que estarão abertas mais de 2.400 vagas para os cargos de Enfermeiros e Médicos, além de Técnicos em hospitais federais do Rio de Janeiro. O pronunciamento foi feito quando o tal secretário encontrou com Luiz Antonio de Souza Teixeira Junior, secretário de Estado de Saúde do Rio de Janeiro.

O contrato é temporário e realizado em caráter de urgência, podendo ser prorrogado até vinte quatro meses. Esta resolução foi divulgada através de uma portaria interministerial, no DOU (Diário Oficial da União). O investimento para esse processo de seleção será de R$ 130 milhões.

Ao todo, serão 2.493 vagas, onde algumas são vagas a ser substituídas e diversas outras são vagas novas.       

Os interessados em participar do processo deverão realizar suas inscrições, as quais se iniciam no dia 22 de janeiro. A seleção será feita por meio de processo de seleção e os aprovados iniciarão suas atividades no dia 1º de fevereiro.

O Ministério da Saúde crê que com estes novos profissionais contratos serão abertos cerca de 154 novos leitos, onde 120 seriam leitos gerais e 34 seriam para UTI’s (Unidades de Tratamento Intensivo). Estimando também que 300 novas cirurgias poderão ser realizadas a cada mês e mais 7.200 novas internações a cada ano.

O secretário Antonio Teixeira Junior, informou que os futuros servidores da saúde deverão receber o salário na data do dia 12, porém, o chefe da pasta, quer mais para frente, definir uma única data para efetuar os pagamentos.

Nos últimos dias também ocorreu a municipalização do hospital Albert Schweitzer, localizado no Realengo, e também Rocha Faria, localizado em Campo Grande, os dois na Zona Oeste do Rio. O secretário disse que o valor para custear os mesmos era de 500 milhões de reais.

O secretário disse ainda que o paciente não precisa saber a qual esfera de administração pública a unidade pertence, ele simplesmente que ser atendido e é isso que será feito.

Por Nádia Neves