Concurso IPAAM 2014 tem vagas abertas

     

O Instituto de Proteção Ambiental do Amazonas (IPAAM) divulgou o edital do concurso que tem como objetivo o preenchimento de 94 vagas em várias áreas e para nível médio e superior. Do total de ofertas 5% são destinadas a pessoas com deficiência.

Candidatos que possuem ensino médio e conhecimento básico em informática pode se inscrever para a função de Assistente Técnico com ganhos de R$ 1.350,19.

Já quem tem diploma de graduação e registro no órgão de classe pode escolher o cargo de Analista Ambiental, distribuído nas áreas de Biologia, Engenharia de pesca, Engenharia Florestal, Engenharia Ambiental, Engenharia Civil, Engenharia Agronômica, Engenharia Elétrica, Geografia, Geologia, Engenharia de Minas, Administração, Química, Sociologia, Advocacia, Zootecnia, Medicina Veterinária, Arqueologia, Bioquímica e Contabilidade. A remuneração oferecida é de R$ 5.143,59.

As jornadas de trabalho serão de 40 horas semanais para todos os postos.

A prova objetiva está prevista para o dia 19 de outubro na cidade de Manaus. O horário e o local serão divulgados oportunamente no Diário Oficial do Estado do Amazonas. Os candidatos farão questões de língua portuguesa, matemática, legislação, fundamentos de ciências do meio ambiente, raciocínio lógico, legislação ambiental e informática básica, variando de acordo com a vaga escolhida. Para os participantes de nível superior, haverá também avaliação discursiva e teste de títulos.

As inscrições podem ser efetuadas até o dia 29 setembro por meio do site www.cetroconcursos.org.br. A taxa é de R$ 40 para quem possui nível médio e de R$ 60 para aqueles de nível superior.

As áreas de conhecimentos que serão abordadas para língua portuguesa serão as mesmas para os dois níveis. Os concorrentes devem estudar os seguintes assuntos: compreensão e interpretação de texto; semântica; sintaxe; classe das palavras; pronomes; emprego e colocação; verbos; conjugação e vozes; flexão nominal; flexão verbal; concordância nominal; concordância verbal; regência nominal; regência verbal; emprego da crase; acentuação gráfica e pontuação.

Por Vinicius Cunha