Concurso DRS de Piracicaba (SP) 2014 tem vagas abertas para Técnicos de Enfermagem

     

Mais uma oportunidade para concurseiros do estado de São Paulo com interesse em ingressar na carreira pública. Trata-se do edital nº 01/2014 de processo seletivo do Departamento Regional de Saúde de Piracicaba, no estado de São Paulo, cujo objetivo é a contratação de 14 Técnicos de Enfermagem. Para participar é necessário ter concluído o curso Técnico de Enfermagem e ter 18 anos completos até o dia de convocação.

Os candidatos selecionados irão atuar no Complexo Regulador da BRAS-14, em plantões por escala 12 por 36 horas, de domingo a domingo. A soma dos plantões iráo equivaler a jornadas de 30 horas por semana, por salários iniciais referentes ao cargo.

Vale ressaltar que o certame irá se valer da lei nº 14.715/04, que estabelece a reserva de 5% das vagas aos candidatos portadores de necessidades especiais, desde que as atribuições do cargo sejam compatíveis às limitações do candidato, se aprovado.

Os interessados podem se inscrever até o dia 28 de novembro de 2014, de forma presencial no Núcleo de Recursos Humanos do Departamento, que fica na Rua do Trabalhador nº 602, Vila Independência. O horário de atendimento é das 9h às 16h, somente em dias úteis. É necessário levar consigo os documentos pessoais e de titulação e não será cobrada taxa de participação dos candidatos.

O processo seletivo se dará por meio análise curricular e entrevista, em que serão levados em consideração os critérios adotados pelo próprio Departamento Regional de Saúde de Piracicaba. As contratações irão ocorrer pelo período de 12 meses, ou até que os cargos sejam providos.

Segundo o edital, o processo seletivo será válido por um ano, contudo não será prorrogado. Ele passará a valer a partir da data de publicação da classificação final, ou antes, de acabar o prazo, por conta da homologação dos resultados para provimento de cargos promovido para a classe. O edital está disponível no Diário Oficial de 18 de novembro de 2014, a partir da página 124.

Por Robson Quirino de Moraes