Concurso do INSS está prestes a ser autorizado

     

As expectativas continuam quanto à realização do concurso público do INSS. No próximo mês o Congresso Nacional retorna do recesso e ele votará o Orçamento da União para o ano de 2015, esta votação incide diretamente sobre o concurso já que para que este seja realizado, deve contar com a aprovação do Congresso. Conforme as informações passadas pela nova presidente do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), Elisete Berchiol, logo após o aval do Congresso, ela buscará a autorização do Ministério do Planejamento.  

Enquanto o tão aguardado edital do certame do INSS não sai, os interessados em conquistar uma vaga na autarquia devem aproveitar esse tempo e se preparar, pois as vagas serão muito disputadas, visto que desde 2011 o INSS não abria concurso para cargos de nível médio. 

Nesta ocasião, o INSS solicitou a abertura de 2.000 vagas para Técnico de Seguro Social, 1.580 para Analista de Seguro Social e 1.150 para Perito Médico. Quem quiser concorrer ao cargo de Técnico necessita possuir ensino médio completo, já para o posto de Analista é preciso ter concluído o nível superior. Para Perito é exigido que o candidato possua titulação de Médico.  

Os salários foram reajustados em 5%. O valor da remuneração inicial de cada cargo varia, sendo de R$ 4.620,91 para Técnico de Seguro Social, R$ 7.504,45 para Analista e R$ 10.559,84 para Perito. 

O concurso é aguardado por todos aqueles que pretendem conseguir uma vaga no INSS e pelo próprio instituto, pois a autarquia vive uma situação difícil. Muitos dos seus colaboradores estão prestes a se aposentar e se isso acontecesse enquanto não há novos servidores para servem nomeados, o funcionamento do INSS seria prejudicado e entraria em colapso. Para que esses servidores mantenham-se ativos, o INSS optou por conceder um abono permanência. Estima-se que 50% dos funcionários do INSS no país estejam nessa situação. 

A realização do concurso é recomendação do Tribunal de Contas da União. 

Por Melina Menezes