Concurso CREF 9ª Região (PR) 2014 tem 512 vagas abertas

     

Visando atender às demandas da administração publica, o Conselho Regional de Educação Física da 9ª Região – CREF do estado do Paraná, abriu edital para realização de concurso público. Segundo o edital n° 01/2014 serão oferecidas 512 vagas, das quais 12 são para contratação imediata e 500 para cadastro de reserva em diversos cargos que farão parte do quadro de servidores no órgão. Podem participar profissionais de com nível fundamental completo, médio ou superior.

Os aprovados podem receber salários que variam de R$ 1.078,28 a R$ 2.998,35, pelo cumprimento de jornada de 8 horas diárias, mais benefícios de plano de saúde, vale-transporte e vale-refeição. As oportunidades são para os cargos Auxiliar de Serviços Gerais;  Agente Operacional; Auxiliar Administrativo; Assistente Administrativo; Agente de Fiscalização e Técnico Superior em Educação Física.

Das vagas oferecidas 5% são destinadas aos candidatos portadores de necessidades especiais e 20% aos candidatos negos ou pardos.

Os interessados podem se inscrever até às 23h59 do dia 20 de novembro de 2014 e podem ser realizadas no site www.quadrix.org.br. A taxa de participação será de R$ 30,00 para os cargos que exigem nível fundamental, R$ 40,00 para nível médio e R$ 55,00 para nível superior. Os candidatos devem imprimir o boleto e efetuar o pagamento até a data de vencimento.

A prova objetiva será aplicada na cidade de Curitiba (PR), na data provável de 7 de dezembro de 2014 em locais e horários a serem informados no endereço eletrônico www.quadrix.org.br ou no comprovante definitivo de inscrição, a partir do dia 1º de dezembro com o local de prova. Os gabaritos preliminares serão informados a partir do dia 8 de dezembro e o gabarito definitivo deve sair em 8 de janeiro de 2015.

O prazo de validade de certame termina em 2 anos. Eles são contados a partir da data de publicação da homologação do resultado final, com possibilidade de prorrogação, uma única vez, por igual período, a critério do CREF. 

Por Robson Quirino de Moraes