Concurso CGE-PI 2015 tem vagas abertas

     

Os concurseiros que estavam esperando pela reabertura do concurso público da Controladoria-Geral do Estado do Piauí (CGE/PI) já podem se inscrever. O prazo foi reaberto e segue até o dia 18 de dezembro. Além disso, os candidatos que se inscreverem têm até o dia 15 de janeiro de 2015 para efetuar o pagamento da taxa de participação no valor de R$ 180,00. Ao todo são 10 oportunidades e formação de cadastro de reserva para o posto de Auditor Governamental, destinado a candidatos de nível superior.

Há oportunidades para diferentes áreas, cuja jornada semanal é de 30 horas por semana. Os aprovados e convocados terão direito a salário base de R$ 10.930,06. Adiciona-se a essa remuneração a gratificação de R$ 2.000 e a indenização de transporte no valor de R$ 2.000, totalizando o salário mensal de R$ 14.930,06.

Candidatos com diploma de ensino superior no curso de engenharia civil ou elétrica podem se candidatar ao cargo de Auditor Governamental – área Engenharia (4 + CR).  Aqueles com diploma em uma graduação no setor de informática podem concorrer a uma vaga na função de Auditor Governamental – área de Tecnologia da Informação (1 + CR). As outras oportunidades são destinadas aos formados em Direito, Ciências Contábeis, Economia ou Administração no cargo de Auditor Governamental, em um total de 5 vagas mais a possibilidade de formação de cadastro reserva.

A realização do certame será de responsabilidade do Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos Cespe/UnB. Na página dedicada ao certame, os candidatos devem preencher a ficha de cadastro e imprimir o boleto de compensação, que deve ser quitado em qualquer agência bancária.

As datas das provas também foram alteradas e estão previstas para ocorrer no turno da manhã do dia 22 de março de 2015.  A prova será de múltipla escolha e terá duração máxima de quatro horas e meia, contado com questões de conhecimentos gerais e específicos. Também haverá exame discursivo, aplicado no mesmo dia, mas no período inverso. 

Por Ana Rosa Martins Rocha